terça-feira, junho 2

"O Par de Sapatos" - História para Acordar!

Tá no ar a primeira "História para Acordar"!

E na história de hoje temos "O par de Sapatos" do Pierre Gripari do livro "Contos da Rua Brocá" pela Editora Martins Fontes.

O projeto "Histórias para Acordar" é uma iniciativa de um grupo de amigos contadores de histórias que acreditam que as histórias são ferramentas para colorir a vida!


Aperta o play!




Até a próxima!
Elaine Cunha


Junho chegou!


Chegou um dos meses mais lindos e mais queridos por mim:😍 Junho!

Para mim, junho tem gostinho de infância. Inúmeras recordações, as memórias afetivas transbordam em meu coração.

Eu amo (quase) tudo ao que se refere ao mês junino. Das comidinhas típicas, os trajes juninos, música, forró ( bem verdade que não danço), as fogueiras, os fogos artifício, quadrilha e lógico, por ser meu aniversário! 🤗Já já será dia de assoprar as velinhas!

Na foto, eu numa festade Sao João lá na terrinha Recife em 2016.

Eu tô afim de ouvir doces recordações de São João. Conta aqui para mim sua alguma recordação. Vou amar saber!

#caminhandocontando

#junho #mesfavorito #festasjuninas #saojoao #comidinhastipicas #memoriaafetiva #historiaencantada #contosbiograficos

quinta-feira, maio 28

Histórias para A-cor-dar!

Você sabe o que significa a palavra “acordar”?
"Histórias para A-cor-dar" é um projeto de um querido grupo de contadores de histórias que se conheceram em trabalho voluntário em São Paulo.
Serão histórias para darmos cor em nossas vidas!


Liga o som e aperta o Play!





Até a próxima!

Elaine Cunha

sexta-feira, maio 15

“Quem ama estará sempre junto”



Certa vez, ouvi de uma amiga que temos muitas histórias dentro de nós. E quando uma destas está pronta para voltar ao "mar das histórias" ao ser narrada por nós, ela sairá fluidamente. Isto porque finalmente havia chegado o momento daquela história ser contada. Hoje, eu devolvo ao "mar" uma história.

São José do Rio Preto, 15 de maio de 2020.
Hoje o dia amanheceu mais bonito. Céu mais azul. Pássaros cantando. Deitada ainda na cama, ouvi bem de longe, o som da tv ligada. Era Pedro. Já havia levantado antes de mim e estava lá na sala brincando. Levantei. Agradeci a Deus por mais um dia. Fiz minha meditação e segui. Fui ao encontro dele. E ao nos encontrarmos, ouvi uma frase que acalentou minha alma...

- Mamãe! Bom dia!

Aquele “Mamãe” hoje soou aos meus ouvidos de forma diferente. Aquele abraço que recebi foi tão cheio de amor que eu pude sentir que não estava mais sozinha com meu filho. Lembrei-me de um desenho...

Ontem tive lições. Cai e precisei de muita ajuda. E nesta jornada descobri que o Amor Materno será meu guia para olhar sempre para frente. Faz-se necessário Coragem para seguir e seguir com Confiança em mim. Ter a Alegria como inspiração. E também a Aceitação para transmutar o que sinto.

Ao ouvir aquele frase dita e sentida com tanto amor, percebi os movimentos da vida como ondas. Leve. Fluido. Tudo me guiar a uma nova etapa de minha vida...

Então, hoje, no Dia da família, apresento a você minha, pelas mãos da talentosa Stela Onishi do @desenhoquefala que fez há quase um ano este desenho. Nesta Constelação, Ivan, Eu, Pedro e o peludo Pixel felizes e com olhar agradecido. E da Eternidade, Miguel, Sophia e nossa peluda Angel. Tudo porque... “Quem ama estará sempre junto”

Até a próxima!
Elaine Cunha

domingo, maio 10

O que eu fiz para merecer tanto amor?



Certa vez,  meu filho, com 6 anos, fez um gesto carinhoso para mim. E eu lembro de perguntar a minha mãe:  O que eu fiz para merecer tanto amor? Ela docemente respondeu: Você foi mãe!

Fevereiro de 2012. Era segunda-feira E naquele dia, tinha algo diferente em mim. Estava mais cansada. Enjoada. Um simples trajeto de ônibus me fez desejar chegar rapidamente no meu destino. No meio do caminho, parei numa farmácia. Voltei com um pacotinho. E ao chegar em casa, depois de ver as duas listras que saltarem nos meus olhos... Sabia que a partir dali minha muda mudaria para sempre! Eu seria Mãe!

Naquele exato momento, pensei em tanta coisa e pensei em nada. A alegria era tanta. Que meu único pensamento era de gritar ao mundo que eu estava gravida. Era um sonho que se tornava real. Um sonho que eu acalentava há muitos anos.

Contar a novidade foi algo inexplicável. Marido não acreditou. Família ficou em polvorosa. Pedir segredo então foi quase uma missão impossível.

Cada dia que se passava, eu estava radiante com toda aquela mudança no meu corpo. O que era uma semente estava virando um serzinho.  Queria mesmo era que a barriga crescesse eu pudesse sair por aí mostrando que eu carregava uma pessoinha tão amada e desejada comigo.

E durante as 9 luas muitas transformações ocorreram...

Eu enjoei pouco. E cresci de tamanho. Pro lados e para frente. Engordei 12 quilos. Aumentei um número no sapato, dois nas roupas e dois no sutiã. Usei até camisão do  marido.

Preparei o enxoval com muito cuidado. Escolhi o tema do quarto. As cores. A família, mesmo em Recife, participou de tudo. Eu virei fã das vídeos-chamadas, amantes das fotos. E principalmente, despertou meu lado escritora. Escrevi muitas pérolas neste caminho.

Tum tum tum tum... As batidas do coração me fizeram chorar na sala do ultrassom. Nada que eu lesse ou ouvisse alguém me falar me prepararia para o que eu viveria dali por diante.

Mas eu vou te confessar uma coisa... Tudo isto foi apenas uma pequena preparação para o grande portal que se abriria no dia nascimento. Nasceu o amor. Incondicional.

Tudo o que vivi me fortaleceram para me transformar na Mãe possível que sou.

E hoje, maio de 2020, quase 8 anos após o nascimento daquela mãe, olho no espelho e consigo ver além.

Consegui olhar para meu sistema familiar e finalmente perceber a grandeza de todas as gerações em mim. Senti uma gratidão tão grande no peito.
Bateu um calorzinho.


Pensei na minha mãe que está tão longe fisicamente de mim. Fechei os olhos. Respirei fundo e falei:
- Gratidão, Mãe. Por gerar a minha vida, por me nutrir, por aconselhar, cuidar e por amar. Gratidão por ser a mãe possível. Eu aceito e honro. E hoje, vendo você com seu neto, tenho certeza que os laços de amor foram, mais uma vez, fortalecidos. Estamos todos caminhando para a Felicidade!

#caminhandocontando #historiaencantada #resgatandomemoria #memoriaafetiva #contacaodehistoria #sjrp #riopreto  #contosbiograficos


Até a próxima!